Visitantes

Você é o visitante nº:
33017

Busca


Interna  Google

A IMPORTÂNCIA DO LIMITE NA EDUCAÇÃO DA CRIANÇA

O mundo evoluiu rapidamente e os pais hoje em dia tem dificuldades de colocar em prática essa nova forma de educar, que é muito mais difícil.

Como saber a hora de dizer "sim" e a hora de dizer "não"?

Os pais perderam o rumo e a educação ficou muito flexível, "tudo pode", "a criança pode ficar com traumas se for tolhida de suas vontades", isso é o que temos escutado.

Será que isso é verdade?

A falta de limites é que causa traumas!

O que seria então "estabelecer limites"?

Seria ensinar às crianças que todos tem direitos iguais, que seus direitos terminam quando começam o do outro, que há coisas que se pode fazer e que outras não, que a tolerância e o respeito ao próximo são virtudes, que ninguém é obrigado a satisfazer suas mínimas vontades, que além dos direitos também há deveres e acima de tudo os adultos darem o exemplo.

Algumas conseqüências da falta de limites seriam: Distúrbios de conduta, desinteresse pelos estudos, falta de concentração, falta de persistência, agressões físicas se contrariado, dificuldade crescente de aceitação de limites, descontrole emocional, ataques de raiva, desrespeito pelos outros, etc.

As crianças pedem limites todo o tempo, elas precisam desses limites para formar seu caráter e sua personalidade.

Por exemplo, a birra no supermercado ou em uma loja, é um pedido de limite por parte da criança, ela quer saber até onde o adulto a deixa ir, pois de uma próxima vez fará novamente.

Aprendeu que com aquele comportamento irá conseguir o que deseja. É assim que vai se desenvolvendo uma criança e depois um adolescente sem limites. É preciso estarmos sempre atentos sobre que tipo de adultos estamos formando em nossa sociedade.

A educação vem da família em primeiro lugar. Quando a criança vai para a escola já estão instalados muitos comportamentos aprendidos em casa. Então é de extrema importância que os pais tenham consciência de seu verdadeiro papel na educação de seus filhos, tarefa esta árdua construída todos os dias! 

SILVANA RAQUEL RIBEIRO